O projeto de oficina mecânica é uma das partes mais importantes da construção do negócio. É nessa fase que o proprietário define quais serão os serviços prestados e as suas especialidades, além de montar toda a estrutura física, com novos equipamentos e um ambiente aconchegante para o público.

A imagem daquelas oficinas sujas e com graxa nas paredes ficou no passado. Atributos como limpeza e organização são fundamentais para aumentar a eficiência do trabalho da equipe e satisfazer os clientes, passos essenciais para vencer a concorrência.

Separamos algumas dicas para você montar a estrutura da sua empresa e se destacar nesse mercado. Continue a leitura!

Qual a importância de um projeto de oficina mecânica?

O setor automotivo gera diversas oportunidades para mecânicos e empreendedores. Após a crise, o número de veículos cresceu no país, mas um dado chama a atenção: a média de idade da frota é de quase dez anos. Naturalmente, os automóveis precisam de reparos depois de algum tempo e as oficinas são requisitadas.

O problema é que esse também é um mercado competitivo e, dessa maneira, é essencial encontrar maneiras de se destacar. Fazer um projeto para o negócio é uma forma de estudar a concorrência e buscar diferenciações, como um atendimento mais especializado, equipamentos mais novos ou uma equipe mais eficiente.

Quais pontos devem ser considerados no projeto?

Ficou curioso para entender como colocar em prática essas questões? Confira alguns segredos!

Tamanho necessário

O tamanho depende dos tipos de serviço que serão realizados. Porém, uma loja de 200 m² tem o espaço ideal para mover os veículos no seu interior, guardar os materiais e receber os clientes sem apertos. Com o crescimento do negócio, é possível expandir o local e aumentar a produção.

Ambientes

Separe os ambientes da oficina na realização do projeto. Em geral, no tamanho indicado no último tópico, ficam a área de consertos, o almoxarifado, o banheiro e o vestiário para os mecânicos, um escritório e uma sala de espera para receber os clientes. Essa estrutura permite funcionar sem problemas.

Gestão das peças e dos materiais

São necessárias dezenas de peças e ferramentas em uma oficina mecânica. O ideal é comprar equipamentos novos para não perder a qualidade nos reparos e evitar o retrabalho — quando o serviço precisa ser feito novamente. O armazenamento deve ser correto, com um local específico e proteções, e um mecânico deve ser responsável por essa gestão.

Equipe

O número da sua equipe depende do tamanho da oficina. Em geral, são necessárias poucas pessoas no começo, mas com o crescimento da empresa, novos funcionários devem ser contratados. Como o proprietário é responsável pela direção, a recomendação é buscar mecânicos especializados nas áreas de atendimento e um auxiliar administrativo para as questões burocráticas.

Como organizar a oficina?

Para prestar um serviço de qualidade, a principal dica é a organização do processo produtivo. Ter as funções definidas e os processos estruturados aumenta a eficiência da oficina, ou seja, diminui os custos e eleva o faturamento do seu negócio. Isso começa pelo espaço físico, que deve ser amplo o suficiente para todos trabalharem sem interrupções.

Na hora do atendimento, as fases são: avaliação e aprovação do orçamento, reparo e entrega. Todo o processo deve ser registrado para evitar confusões e atrasos, o que desagrada aos clientes. Uma dica valiosa é realizar o pós-venda — entrar em contato para saber se o serviço foi realizado corretamente e pedir um feedback para fidelizar o público.

Agora que você aprendeu a montar um projeto de oficina mecânica, não deixe de seguir esses passos para ter sucesso nessa área. O planejamento é um dos diferenciais para você ultrapassar a concorrência e conquistar novos clientes, o que é possível com organização e atendimento de qualidade.

Quer receber mais informações sobre a gestão da sua oficina? Curta a página da Tonini no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube!