Problemas no motor do carro costumam trazer muita dor de cabeça, principalmente quando são mais sérios. Contudo, para identificar essas falhas não é necessário ser um especialista e, com conhecimento básico, é possível evitar grandes prejuízos, principalmente quando o defeito é percebido rapidamente.

Vamos aprender como identificar problemas no motor do carro? Então, continue com a leitura deste texto e conheça algumas dicas muito importantes!

Por que é importante ficar atento ao painel de instrumentos?

O motor de um carro é composto por várias peças, sendo que muitas delas são monitoradas por sensores e, ao menor sinal de problema, você é informado por meio do painel de instrumentos. Prestar atenção a esses avisos pode ser a diferença entre um pequeno contratempo e uma enorme dor de cabeça.

O painel costuma trazer informações muito úteis, como o estado do alternador e da injeção eletrônica. Nos veículos mais completos, pode até mesmo mostrar se os pneus estão vazios ou se a pressão do óleo está correta, sendo que este é um parâmetro fundamental para o bom funcionamento do motor.

Ao perceber que a luz da pressão do óleo ou de alta temperatura dos fluidos de arrefecimento acendeu, pare o veículo imediatamente, pois, se essa condição permanecer, o resultado pode ser um motor destruído ou, no mínimo, bastante danificado.

Por que o sistema de arrefecimento é tão importante?

Um dos grandes problemas dos motores à combustão é que parte da energia gerada vira calor e, se ele não for removido, prejudica seriamente algumas peças devido ao superaquecimento. Quando isso ocorre, o propulsor pode ser seriamente danificado, o que aumenta consideravelmente os custos de manutenção.

Por esse motivo, o sistema de arrefecimento é tão importante e deve ser verificado constantemente. Jamais trafegue com baixo nível do óleo do motor ou com pouco líquido no radiador. Também é fundamental ficar atento a problemas na bomba d’água, como vazamentos ou barulho excessivo.

O que podem ser alguns barulhos no motor?

Aliás, barulhos excessivos são um forte indício de que algo não está funcionando como deveria e, se nada for feito rapidamente, os custos de reparo podem aumentar bastante. É muito importante conhecer bem os ruídos característicos do seu carro e, ao menor sinal de que algo mudou, procure por um especialista.

Quando o barulho ocorre apenas ao ligar o automóvel, pode ser algo relativamente simples, como o motor de partida ou até mesmo a falta de lubrificação em alguns componentes. Porém, ao perceber que ele permanece após algum tempo de funcionamento, existem outras causas.

Normalmente, os responsáveis por um motor rajando são problemas na correia dentada, na embreagem, cabeçote ou bronzinas. Independentemente de qual componente está gerando tais ruídos, se o defeito se prolongar por muito tempo, o desgaste em outras peças vai aumentar, causando mais danos.

Como a lubrificação incorreta pode prejudicar o motor?

O óleo do motor é um dos principais itens responsáveis por prolongar ou reduzir a vida útil do carro e tem de ser verificado constantemente. Além de lubrificar as peças do veículo e impedir que elas se aqueçam por atrito, esse fluido também remove as impurezas geradas durante a queima.

Isso quer dizer que, além de ajudar na manutenção da temperatura ideal do motor, o óleo o mantém limpo. Se for usado um tipo inadequado ou se ele estiver com o nível baixo, ambas as funções são prejudicadas. Além do superaquecimento, pode ocorrer desgaste excessivo em diversos componentes.

Toque o óleo do motor regularmente — entre 10 e 15 mil quilômetros rodados. No manual do proprietário, além do tipo que deve ser usado, é informado também qual o tempo máximo que ele pode permanecer no motor, independentemente de quanto o veículo rodou.

Fumaça é um ponto de atenção?

Alguns proprietários costumam completar o nível do óleo do motor conforme ele baixa. Contudo, essa prática não é a ideal, uma vez que, o veículo tem de manter uma quantidade adequada até que a próxima troca chegue. Se isso não ocorre, podem ser vazamentos ou queima excessiva do fluido, o que pode ser visto pela fumaça que sai do escapamento.

Preste bastante atenção em relação à cor e a quantidade de fumaça que sai pelo escapamento, afinal, ela é um bom indicativo de que algo não está como deveria. Quando a tonalidade é cinza azulada, o veículo está queimando óleo em excesso e, por consequência, o nível do fluido vai diminuir muito. Se ela estiver escura, quase preta, também há algo errado.

Isso pode indicar que existe um problema na mistura de ar e combustível, o que prejudica a queima, aumenta o consumo e reduz o desempenho do automóvel. Nesse caso, a regulagem da injeção eletrônica tende a ser suficiente para resolver tal sintoma e, felizmente, esse serviço é simples e não custa tão caro.

Por que o motor não desenvolve?

Levou o seu carro em um especialista, fez a regulagem da injeção eletrônica e percebeu como ele melhorou de desempenho? Não? Nem sempre a mistura de ar e combustível é responsável pela baixa potência do veículo. Temperatura de trabalho incorreta, problemas na embreagem e até mesmo o filtro de ar sujo podem causar tal sintoma.

Velas de ignição defeituosas ou muito sujas também podem levar a esse problema, uma vez que a queima não será a ideal. É bem provável que você perceba um aumento repentino no consumo de combustível. Aliás, esse é outro responsável pela maioria dos casos de perda de potência.

Qual é a importância de um combustível de qualidade?

A qualidade do combustível é fundamental não só para garantir que o motor entregará toda a sua potência, mas também para aumentar a vida útil do automóvel. A presença de solventes nesse material pode causar o entupimento e até danificar os bicos da injeção eletrônica, além de prejudicar várias peças, como velas de ignição e sensores.

Com o passar do tempo, é comum que um automóvel comece a apresentar certos problemas no motor, mas, com revisões e manutenções periódicas, é possível mantê-lo em bom estado, evitando surpresas e grandes prejuízos. Lembre-se de que uma pequena falha pode prejudicar vários outros componentes e, quando corrigida logo, a possibilidade de danos mais extensos diminui bastante.

Gostou das informações ou tem algo mais a acrescentar a respeito do assunto? Deixe seu comentário em nosso post! Suas experiências são importantíssimas para nós!