Na hora de fazer uma compra, principalmente quando envolve um valor considerável, é imprescindível observar a regra do custo-benefício. No caso de motores de carro, essa atitude é um pouco mais complexa, pois são muitas variáveis envolvidas na escolha.

O motor é um dos componentes essenciais do automóvel, visto que funciona como o coração do veículo. Por isso, você deve ficar muito atento sobre quando é necessário trocar e como comprar um motor para o seu carro. Foi pensando nisso que nós preparamos um passo a passo com as principais informações que você precisa saber sobre a melhor forma de trocar o motor.

Falaremos sobre a importância de adquirir um bom motor, o que deve ser observado na escolha da máquina e também sobre as opções de compra para que você escolha a que melhor atenda às suas necessidades. Quer saber como fazer a melhor escolha? É só continuar a leitura. 

Por que comprar um bom motor para o carro?

A primeira consideração que você deve fazer depois de perceber que o motor do seu carro não está funcionando corretamente é definir se vai retificar ou trocá-lo. A retífica é o nome que se dá ao processo de desmontar o motor para identificar uma ou mais peças que estão com defeitos a fim de realizar a troca somente dessa(s) peça(s), o que faz desse procedimento o mais barato.

Já a troca do motor ocorre quando é feita a substituição integral de um motor usado por outro novo. Entretanto, é muito importante que você inclua na conta o tempo em que o veículo vai ficar parado para fazer essa substituição (que geralmente é maior na retífica do que na troca do motor), a garantia a longo prazo e também a provável desvalorização que o veículo vai sofrer caso o motor seja retificado.

O motor está diretamente relacionado com o valor do veículo, com a potência e com a frequência de manutenções que serão necessárias. Em outras palavras, ao comprar um bom motor, você poderá potencializar e valorizar o seu carro.

Por outro lado, se preferir retificar ou adquirir uma peça de baixa qualidade, você terá que tomar cuidados especiais e precisará fazer revisões com maior frequência ou poderá ter outros problemas e até mesmo ter que fazer novos consertos.

Desse modo, caso o motor do seu veículo esteja precisando de reparos e você possua condições de adquirir um novo, a melhor opção a médio e longo prazo certamente é fazer a troca integral da máquina por uma de boa qualidade.

Quais especificações é preciso considerar na hora de escolher um bom motor? 

No momento de fazer a aquisição de um motor para o seu carro, é necessário observar principalmente três conceitos que estão interligados.

Cilindradas

São medidas em cm³, ou em litros, e indicam o volume de mistura de combustível e ar que um propulsor é capaz de queimar a cada movimento de pistões. Normalmente, são identificadas como 1.0, 1.4, 1.8, 2.0, ou, respectivamente, 1.000, 1.400, 1.800 e 2.000 cilindradas, o que influencia na potência e também no consumo de combustível.

Torque

É um conceito físico que significa a quantidade de força que deve ser aplicada sobre um determinado corpo para que ele se locomova. Assim, um veículo maior e mais pesado precisa de um torque maior do que um carro pequeno de passeio para que alcancem a mesma velocidade.

Potência

Está relacionada com a velocidade e a força que o automóvel será capaz de alcançar. Para fazer o cálculo da potência, você deve analisar as cilindradas do motor e comparar com o torque relativo ao veículo.

Ou seja, se você possuir um automóvel pequeno, não serão necessárias muitas cilindradas para alcançar uma alta potência. No entanto, se o veículo for de grande porte e tiver um torque maior, é importante que o motor conte com muitas cilindradas para que ele alcance uma potência razoável.

Dessa forma, pegando como um exemplo um mesmo carro, quanto maior for o volume de cilindradas, maior será a potência e mais alto será o consumo de combustível.

A escolha nesse ponto é pessoal e depende se o veículo será utilizado para circular dentro da cidade ou para viagens na estrada. Um motor mais potente permite que as ultrapassagens sejam feitas com mais agilidade e segurança e tendem a valorizar o automóvel. Em compensação, os gastos com combustível serão mais altos do que em um motor com menos cilindradas.

É muito importante que você avalie as suas necessidades e faça a escolha de acordo com o seu perfil de uso para não sobrecarregar o propulsor, o que pode resultar em queima de óleo e, até mesmo, fundir o motor. Além da potência, você deve se atentar a outros fatores antes de escolher o motor para o seu carro.

O mercado de peças automotivas falsificadas é enorme, o que torna tão importante verificar se o motor é certificado antes de realizar a compra. Para isso, você precisa identificar o número de série, solicitar a certificação da máquina, exigir a nota fiscal, desconfiar de preços muito baixos e principalmente contar com parceiros de confiança.

Como comprar um motor de maneira correta?

Agora que você já entendeu a importância de comprar um motor de boa qualidade e decidiu as características da máquina que vai adquirir, é preciso saber se vai comprá-lo por conta própria ou se prefere que um profissional faça a compra por você.

Essa também é uma decisão que vai variar de acordo com o seu conhecimento e disponibilidade para estudar e se dedicar ao processo de compra do motor. Atualmente, há opções de e-commerce que tornaram possível fazer essa aquisição online, sem a necessidade de se dirigir a uma loja física para comprar o motor ou peças automotivas.

Entretanto, alguns mecânicos prestam verdadeiras consultorias e podem ajudá-lo a levantar questões que podem ter passado despercebidas e que sejam essenciais para fazer a melhor escolha. Seja qual for a sua decisão sobre como comprar um motor, a Distribuidora Tonini está à disposição para auxiliar nesse processo. Visite o nosso site e conheça mais sobre as nossas opções.