Toda oficina necessita de atualizações constantes quando o assunto são ferramentas para oficina mecânica. Afinal, prestar um serviço de qualidade e com agilidade — características indispensáveis para o consumidor atual — depende muito das ferramentas que a oficina tem à disposição.

Hoje, cada vez mais, as pessoas atribuem importância aos seus veículos, seja porque são suas ferramentas de trabalho, principal meio de transporte ou por apego ao bem.

Fato é que os clientes sempre procuram os melhores serviços e profissionais para cuidarem dos seus veículos. Nesse contexto, saber quais ferramentas para oficina mecânica são mais adequadas pode ser o diferencial para o seu negócio.

Pensando em ajudá-lo a encontrar as melhores soluções para a sua oficina, listamos, a seguir, 9 ferramentas que não podem faltar na sua oficina mecânica. Vamos às compras? Acompanhe!

1. Alicates

Esse é um dos itens mais básicos a compor o arsenal de ferramentas da sua oficina. Ele é indispensável em praticamente todos os tipos de reparos que envolvem o conserto de um carro.

Sabendo disso, os alicates não podem faltar na mala do mecânico. Vale adquirir peças universais, de vários tamanhos, além do alicate de bico reto, recomendado para torção e corte de arames e fios.

Além disso, é fundamental contar com mais de um alicate de cada tipo, pois certamente essa é uma ferramenta que estará em uso a todo momento. O ideal é que cada mecânico da oficina possua o seu kit de alicates. 

2. Chaves de fenda

Outro clássico de uma oficina mecânica, a chave de fenda é um item imprescindível para utilização em praticamente todos os tipos de consertos. A ferramenta foi modernizada, com versões que permitem até a troca do lado metálico.

O ideal é que a oficina disponha de chaves de fenda de diferentes tamanhos e espessuras. Dessa forma, em se tratando de reparado de veículos, as chaves de fenda são importantes porque permitem alcançar locais de difícil acesso, os quais seriam impossíveis à mão livre.

Esse é um item que não há necessidade de cada mecânico possuir um. Vale investir em kits e compartilhar o uso.

3. Chaves Philips

Um conjunto de chaves Philips não pode faltar em sua oficina. Similar à chave de fenda, ela é muito comum nas mecânicas. Tem o formato ideal para os parafusos com cabeça de cruz. 

Essa é uma ferramenta que proporciona mais agilidade na realização dos serviços, além de garantir a integridade de peças e parafusos pequenos, localizados, por exemplo, em regiões internas do veículo — que exigem um manuseio mais preciso para não danificar —, como é o caso de um painel.

4. Chaves soquete

São tens versáteis e com uma diversidade de acessórios. Muito recomendado para serviços leves, mas que são indispensáveis para qualquer oficina.

Esse tipo de chave é bastante útil para manuseio de parafusos e outros componentes, principalmente em situações que o mecânico tem pouco espaço para girar o objeto. Como não é necessário remover a chave para realizar o movimento circular, fica mais fácil, por exemplo, apertar ou afrouxar uma porca quando se está sob o carro.

Portanto, se sua mecânica ainda não tem uma chave soquete, coloque a peça na lista de compras, pois ela agiliza muito o trabalho do mecânico.

5. Torquímetros

Muito popular como chave dinamométrica, é utilizada para a medição da resistência dos metais que são submetidos à torção.

Essa é uma ferramenta altamente necessária nos dias de hoje, em que os carros exigem cuidados mais precisos.

Nesse ponto, o torquímetro pode, por exemplo, evitar que uma porca ou parafuso seja apertado mais do que o recomendado pelo fabricante — o que evita forçar a estrutura metálica e a rosca, danificando-a.

6. Scanner automotivo

Embora seja uma peça mais sofisticada em comparação com os outros itens, é um aparelho extremamente recomendado para se ter em uma oficina mecânica.

O scanner automotivo tem a função de identificar possíveis falhas e realizar avaliações internas do sistema de injeção eletrônica. Além disso, ainda verifica se os sensores do carro estão atuando nos parâmetros corretos.

Dado o nível tecnológico empregado nos veículos atuais, essa é uma ferramenta bastante útil para a identificação rápida de problemas na parte elétrica e em sistemas eletrônicos do carro.

7. Macaco hidráulico

De grande utilidade para uma oficina, o macaco hidráulico suporta cargas pesadíssimas por meio de uma alavanca, sem a necessidade de muita força. Por isso, sem essa ferramenta o estabelecimento não funciona. Sem ela não é possível levantar o veículo para analisá-lo e consertá-lo.

Em casos em que não é necessário erguer completamente o veículo, o macaco ainda é uma peça muito útil para a troca de uma única roda ou reparos em sistemas de freios. Entretanto, hoje em dia, os elevadores hidráulicos têm substituído o uso do macaco.

8. Calibradores de pneus

Fundamental até para a mais básica das oficinas mecânicas, a ferramenta permite uma calibragem correta dos pneus para trazer mais segurança para os carros, além de um melhor desempenho do veículo em vários tipos de terrenos.

Em certos reparos, como o alinhamento, balanceamento e cambagem de direção, o calibrador é indispensável, pois garante que todos os pneus estejam com a pressão correta, o que dá uma maior precisão nos testes realizados durante procedimentos dessa natureza.

9. Sistemas hidráulicos

São aparelhos essenciais para subir os automóveis ou deslocar as peças mais pesadas, como motores.

Muitas vezes, ao lidar com a manutenção de veículos maiores, é essencial o uso de ferramentas hidráulicas em razão da força bruta necessária para erguer suas peças.

Esse tipo de ferramenta torna a rotina da oficina mais segura, evitando acidentes com manobras braçais com peças pesadas, além de agilizar muito o processo de deslocamento.

Além de ferramentas hidráulicas fixas, também existe o guincho hidráulico, peça importante para o arsenal de uma oficina mecânica. Ele ajuda no transporte dos carros dentro oficina e, também, para a oficina.

Essas são algumas das ferramentas para oficina mecânica mais importantes. Investir em itens de qualidade é muito importante para garantir o bom trabalho de todo o seu quadro de funcionários.

Gostou das dicas? Então continue com a gente e aprenda mais sobro o assunto. Aproveite para ler nosso outro artigo e aprenda como reduzir custos de forma inteligente na sua oficina mecânicaConfira!