Quando o motorista começa a perceber alguns barulhos no carro, não pode deixá-los passar despercebidos! A maioria dos ruídos é causado por algum defeito ou peça desgastada. Continuar rodando sem investigar a causa do problema pode gerar um grande estrago em algum componente do veículo.

Por isso, a primeira coisa que todo motorista deve fazer ao notar qualquer som diferente no carro é procurar de onde ele está vindo. Em seguida, é importante dar os encaminhamentos necessários no que se refere a manutenção.

Como o veículo tem uma infinidade de peças e componentes, muitas vezes é difícil encontrar a raiz do problema. Por isso, para ajudá-lo a investigar melhor os barulhos no seu carro, separamos neste post as causas mais comuns e como identificá-las. Confira!

Pastilhas de freio gastas

Um dos barulhos mais comuns e fáceis de serem percebidos é o ruído causado pelas pastilhas de freio desgastadas. Quando o componente apresenta desgaste excessivo, assim que o motorista pisar no freio ele consegue perceber facilmente um ruído de metal arranhando. Esse som característico é devido ao contato da pinça de freio com o disco.

Ao perceber esse som, deve-se realizar a troca das pastilhas imediatamente. Rodar com os componentes muito degradados pode reduzir a resposta dos freios e causar acidentes, além de danificar o disco e te dar mais despesas.

Fim de vida do rolamento

Ao perceber que em determinadas velocidades as rodas estão emitindo um som característico, solicite ao seu mecânico que verifique os rolamentos do carro.

Geralmente, quando o girar das rodas começa a produzir barulhos, principalmente em médias ou altas velocidades, é sinal que os rolamentos estão com os dias contados.

O barulho pode aumentar de intensidade à medida que o desgaste aumenta. Portanto, é possível perceber que existe alguma coisa errada, antes mesmo do comprometimento integral da peça, algo que pode colocar sua segurança em risco, caso aconteça com o carro em movimento.

Em uma ocasião dessas, em que o rolamento falha por completo, a roda não gira, fazendo com que o motorista perca o controle do carro. Dessa maneira, não adie a substituição da peça por muito tempo, caso haja problemas.

Pneus descalibrados

Pneus cantando ao fazer curvas — acompanhados de ruídos provenientes das rodas/pneus quando em movimento — é sinal da não calibração dos pneus.

Esses componentes, quando utilizados abaixo da pressão estipulada pelo manual do veículo, reduzem a estabilidade do carro em curvas e ainda fazem com que o consumo de combustível aumente.

Portanto, não deixe de calibrar os pneus do carro todas as vezes que abastecer, ou pelo menos a cada 15 dias. Isso garantirá que a pressão ideal seja mantida, maximizando a vida útil dos pneus e reduzindo os gastos.

Escapamento furado

Ao notar que o barulho característico do motor ficou mais forte ou mais grave, peça para o seu mecânico de confiança fazer uma inspeção. Esse som geralmente ocorre quando o cano de descarga do veículo está furado.

De forma mais específica, um aumento do ‘som geral’ emitido pelo veículo pode indicar problemas no silenciador. Ou, ainda, um baralho similar a um assobio pode representar um escapamento rachado ou quebrado.

Parar consertar, pode ser feito o reparo no escapamento ou a troca. Caso o cano de descarga não apresente muito desgaste, o ideal é apenas realizar o reparo. Se o escapamento estiver bastante desgastado, com a presença de ferrugens, melhor trocá-lo, pois o problema poderá ser recorrente.

Suspensão batendo

Quando a suspensão do carro está bem desgastada, é muito fácil notá-la batendo ao passar em buracos ou desníveis. Além disso, o veículo amortece menos os impactos, tornando o passeio bem desconfortável para todos os ocupantes.

As causas mais comuns para barulho na suspensão são folgas nas buchas e nas bielas das barras estabilizadoras. O problema pode ser facilmente identificado com uma simulação do movimento do sistema de suspensão.

Para tanto, com o auxílio de mais uma pessoa, você deverá balançar o carro lateralmente de forma contínua. Um barulho ocasionado por este movimento pode representar a batida de alguns componentes da suspensão em função da folga existente entre uma peça e outra.

Problemas com as portas

As borrachas das portas, também chamadas de guarnições, por serem materiais orgânicos apresentam uma deterioração acelerada com o passar do tempo.

À medida que o desgaste aumenta, parece até que não existe nada que proteja as portas na hora de fechá-las, tamanho o barulho do impacto na lataria.

Também nas portas, a máquina de vidro e seus componentes podem emitir alguns ruídos. Isso se deve ao esforço repetitivo realizado por essas peças, que pode levar ao desprendimento de algum item.

Pode ocorrer, por exemplo, um deslocamento do vidro em relação a canaleta, fazendo com que ele se movimente de forma indevida no interior da porta.

O problema também pode vir da tampa da mala. Existem batentes de borracha na tampa que com alguma frequência se deslocam e deixam a tampa com uma folga. Isso faz com que ela bata com o carro em movimento, gerando ruídos indesejados.

Componentes internos mal presos ou soltos

Um dos barulhos no carro mais insuportáveis (e indecifráveis) são aqueles ruídos que vêm de dentro do carro e perturbam até mesmo o mais calmo motorista ao dirigir. Esses barulhos internos podem ser causados por peças ou componentes mal presos ou soltos, que geralmente são feitos de plástico.

Uma situação comum é a má fixação do banco do carona. Um assento que não esteja preso aos trilhos devidamente deslizará a cada desaceleração do veículo, o que produz algum barulho. Um bom teste é verificar se com uma pessoa sentada no banco o barulho cessa. Isso porque, o peso da pessoa pode ser o suficiente para não permitir que o banco deslize.

Outro local interno do carro que deve ser averiguado é o painel. Dentro dele é muito comum encontrar alguma peça ou presilha que tenham se soltado. Pode acontecer ainda da moldura plástica do painel, que dá sustentação aos botões do ar-condicionado e outros comandos, ter se desprendido de sua base.

No post de hoje pudemos observar que são muitas as causas de ruídos e barulhos em um carro. Um motorista cuidadoso saberá observar com cuidado cada um desses ruídos em busca da natureza do problema.

Na prática, isso representará economia para o seu bolso, uma vez que alguns desajustes tratados no início podem ser reparados com algum tipo de manutenção mais em conta. Além disso, você eliminará aqueles barulhos que tanto incomodam os ocupantes do veículo.

Agora você já sabe como identificar diversos problemas na sua máquina. Conhece outros barulhos no carro que são bem característicos? Então comente abaixo e compartilhe!